Pular para o conteúdo principal

.... Voa passarinho, voa ...






.... Voa passarinho, voa ...


Tem gente que tem cheiro 
de passarinho quando canta.
De sol quando acorda. 
De flor quando ri.




Ao lado delas
a gente se sente no balanço de uma rede
que dança gostoso numa tarde grande,
sem relógio e sem agenda.




Ao lado delas
a gente se sente comendo pipoca na praça.
Lambuzando o queixo de sorvete.
Melando os dedos
com algodão doce 
da cor mais doce que tem pra escolher.




O tempo é outro.
E a vida fica com a cara
que ela tem de verdade,
mas que a gente desaprende de ver.




Tem gente 
que tem cheiro de colo de Deus.
De banho de mar quando a água é quente 
e o céu é azul.




Tem gente 
que tem cheiro das estrelas
que Deus acendeu no céu
e daquelas que conseguimos
acender na Terra.




Ao lado delas, a gente não
acha que o amor é possível,
a gente tem certeza.




Tem gente 
que tem cheiro de cafuné sem pressa.
Do brinquedo que a gente não largava.
Do acalanto que o silêncio canta.
De passeio no jardim.




Acho até


que algumas almas são perfumadas,
porque acredito que os sentimentos
também têm cheiro
e tocam todas as coisas
com mãos iluminadas pelo amor.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MAIS UM DIA... Que seja de muita cor, muita PAZ... MUITAS BENÇÃOS!

O girassol irradia luz, é movido pela luz,  não perde tempo com as sombras,  com o artificial, com o genérico. 

Nós devemos aprender essa grande lição  com esta majestosa flor,  não devemos e nem podemos perder tempo com as sombras,  estejamos sempre voltados para o nosso Sol,  o mais lindo Sol: Deus!

Deus é o nosso sol e podemos ser alguém se n'Ele  os nossos olhos, o nosso coração, a nossa vida  não tiverem voltados.

Sem Deus, somos pessoas vazias, sem luz.
DEUS É PAZ... É LUZ, COR, TUDO EM NOSSAS VIDAS!

A lenda do Ipê...

Ela diz o seguinte:
Naqueles tempos, o inverno estava nos seus últimos dias e todas as árvores da floresta estavam começando a florescer.
Somente os ipês continuavam sem flores.  Os ipês, cada vez mais se entristeciam com aquela situação.  Eles eram os únicos que não tinham nem flores nem frutos. 
Então, os amarelos canários da terra, percebendo a tristeza dos ipês, resolveram fazer seus ninhos somente nos galhos de um dos ipês. 
E ninhais também foram feitos pelas araras vermelhas e azuis e os sanhaços em outro; as garças brancas em outro,  as siaciras em outro, e num outro ipê menos imponente, foram os periquitos, jandaias, maritacas e papagaios. 
Os ipês ficaram muito felizes e resolveram pedir à Providência Divina que lhes dessem flores, como forma de agradecimento  aos canários da terra, e a todos os outros pássaros da floresta, pela alegria que tinham levado a eles.
No dia seguinte, dizem; sob o mais belo céu azul que aqueles sertões já conheceram, os ipês floresceram, em vária…

Quaresmeira e Manacá da Serra... que lindas estas duas árvores...

Lindas, foram fotografadas bem depois da quaresma deste ano. O clima mexeu muito com a vegetação nativa .
Aqui se vê a beleza das flores da Quaresmeira...



e abaixo Manacá da Serra... lindo de ser ver...



Nestas fotos que fiz, dá pra ver bem a diferença entre as duas... de longe parece iguais.


O Manacá da Serra, tem flores branca e lilás... em uma só árvore enquanto a Quaresmeira, tem flores mescladas, ou só roxinhas.

Lindas demais... estas duas árvores Com o clima bagunçado, calor em pleno inverno, ainda se vê elas floridas em vários lugares...