Pular para o conteúdo principal

A LENDA DO MIOSÓTIS...




A LENDA DO MIOSÓTIS:
UMA ESTÓRIA DE AMOR!



Há muitos e muitos anos havia um sábio persa 
muito querido por Deus,pela sua bondade e sabedoria.


Compreensivo com todos,sempre pronto a aconselhar e ajudar,
ensinava ao seu povo o valor do perdão 
e o entendimento das falhas humanas,pois,
humanos,somos todos nós e por isso,falíveis.


Deus,do alto da Sua glória acompanhava seus passos 
e tinha por ele tal admiração,que,chamando o seu anjo favorito,
lhe enviou uma mensagem de amor e paz.


Prontamente o anjo cruzou os ares, célere,contente 
por ter sido escolhido para entregar a missiva.


Os anjos são os mensageiros celestes, 
mas,às vezes,têm que levar mensagens bem desagradáveis,
o que os deixa muito tristes.


Enquanto cruzava o espaço o anjo avistou 
uma belíssima moça persa,que,sentada à beira de um rio,
enfeitava os cabelos com umas flores delicadas,
quase tão belas como ela mesma.


Enquanto trançava seus louros cabelos 
que pareciam feitos de fios de seda, 
cantava,com uma voz maviosa,uma canção de amor.


Sorriu, ao terminar a tarefa,ao ver refletido seu rosto 
nas límpidas águas do rio.


Encantado , ao ver tanta beleza,o anjo desceu e a raptou.
Passaram-se muitos dias de um amor infinito 
e o anjo lembrou-se de que a mensagem não fora entregue.


Arrependido, temeroso,voltou ao céu ,
pensando em obter o perdão para sua falta.


Mas, encontrou fechadas as portas do paraíso.
Triste e choroso, o anjo ficou por ali lamentando a sua sorte 
e as loucuras que fizera por amor; 
mostrava-se sinceramente arrependido e Deus,comovido,
enviou o Arcanjo Gabriel com um recado.


-Deus ordena que antes de trazeres para o céu 
uma filha da terra, povoes o solo de filhos do céu.


Confuso, o anjo voltou para a terra 
e contou à esposa o recado de Deus,
confessando que não tinha entendido nada.
Será que a moça teria uma explicação?


-É claro, ela lhe disse, sorridente.
Essas flores que trago nos cabelos chama-se “filhas do céu” 
;mas,podem também ser chamadas de 
“não –me-deixes”.


De mãos dadas e felizes eles saíram pelo mundo, 
plantando,por toda parte,os miosótis ou não-me-deixes 
e assim que fora terminada a tarefa 
o anjo envolveu a esposa nos seus braços
e voou para o céu.




Postagens mais visitadas deste blog

Orquídeas, uma paixão... saiba como cuidar delas!

Você tem paciência para esperar um ano que uma planta floresça?
Cultivar orquídeas é mais fácil do que se pensa 
Na grande maioria, as orquídeas brasileiras são epífitas,
isto é, crescem presas às árvores, sem, contudo,
roubar delas quaisquer nutrientes.
As raízes são usadas apenas para fixar
a planta no caule das árvores. 
Ao escolher o que vai cultivar, dê preferência
a espécies adaptadas a sua região.

Como as orquídeas florescem apenas uma ou duas vezes por ano,
 é interessante possuir várias espécies diferentes
(cujo ciclo de floração costuma ser também diferente).

Isso aumenta as chances de ter sempre alguma planta florida. 


Não colete ou adquira plantas oriundas das matas,
pois as orquídeas já foram bastante dilapidadas
pelos mateiros e colecionadores gananciosos.  Procure adquiri-las de empresas produtoras de mudas  ou de orquidófilos que tenham plantas disponíveis. 
Irrigação: 

Mantenha o vaso úmido, jamais encharcado.

É mais fácil matar uma orquídea 
por excesso do que por falta…

MAIS UM DIA... Que seja de muita cor, muita PAZ... MUITAS BENÇÃOS!

O girassol irradia luz, é movido pela luz,  não perde tempo com as sombras,  com o artificial, com o genérico. 

Nós devemos aprender essa grande lição  com esta majestosa flor,  não devemos e nem podemos perder tempo com as sombras,  estejamos sempre voltados para o nosso Sol,  o mais lindo Sol: Deus!

Deus é o nosso sol e podemos ser alguém se n'Ele  os nossos olhos, o nosso coração, a nossa vida  não tiverem voltados.

Sem Deus, somos pessoas vazias, sem luz.
DEUS É PAZ... É LUZ, COR, TUDO EM NOSSAS VIDAS!

A lenda do Ipê...

Ela diz o seguinte:
Naqueles tempos, o inverno estava nos seus últimos dias e todas as árvores da floresta estavam começando a florescer.
Somente os ipês continuavam sem flores.  Os ipês, cada vez mais se entristeciam com aquela situação.  Eles eram os únicos que não tinham nem flores nem frutos. 
Então, os amarelos canários da terra, percebendo a tristeza dos ipês, resolveram fazer seus ninhos somente nos galhos de um dos ipês. 
E ninhais também foram feitos pelas araras vermelhas e azuis e os sanhaços em outro; as garças brancas em outro,  as siaciras em outro, e num outro ipê menos imponente, foram os periquitos, jandaias, maritacas e papagaios. 
Os ipês ficaram muito felizes e resolveram pedir à Providência Divina que lhes dessem flores, como forma de agradecimento  aos canários da terra, e a todos os outros pássaros da floresta, pela alegria que tinham levado a eles.
No dia seguinte, dizem; sob o mais belo céu azul que aqueles sertões já conheceram, os ipês floresceram, em vária…